Chuvas de janeiro de 2016, em Petrolina e Juazeiro foram uma das maiores para este mês nos últimos 104 anos

Os registrados efetuados pelas Estações Meteorológicas Automáticas da UNIVASF, mostram que as chuvas caídas em Petrolina e Juazeiro durante o mês de janeiro de 2016, foram superiores em mais de 4 vezes a média histórica do referido mês. Choveu durante o mês de janeiro em Petrolina 327,2 mm e em Juazeiro 332,2 mm. Apenas no dia 22 choveu mais do que a média de todo o mês de janeiro: em Petrolina 86,9 mm e em Juazeiro 88,4 mm. Esse índice de chuva do mês de janeiro de 2016 em Petrolina, foi o segundo maior índice de chuva registrado na cidade no mês de janeiro nos últimos 104 anos. Portanto, o total de chuva em janeiro de 2016, só não foi maior do que em janeiro de 2004 (553 mm). Já em Juazeiro, o índice de precipitação em janeiro de 2016, foi o quarto maior nos últimos 104 anos. Ou seja, foi apenas  menor do que em janeiro de 1914 (345,6 mm); 1992 (356,2 mm) e 2004 (533,3 mm).

Petrolina tem a menor temperatura do ano em 2015

Neste domingo dia 19 de Julho de 2015, entre 5 e 7 horas da manhã foi registrada na Estação Meteorológica Automática da UNIVASF em Petrolina, uma temperatura de 15,7 °C. Embora essa temperatura seja baixa e a menor registrada no mês de julho nos últimos três anos em Petrolina, temperaturas baixas no mês de julho, não é algo incomum em Petrolina: em 2012, no dia 24 a temperatura mínima atingiu 15,4°C; em 2011 no dia 19, 15,5°C; em 2008 no dia 26, 14,7°C; e em 2007 no dia 04, 15,0°C. De acordo com os registros, temperaturas menores ainda poderão ocorrer no mês de agosto. Em agosto de 2012 a temperatura mínima no dia 05 atingiu 14,7°C e no dia 18 de agosto de 2007, 14,6°C, a menor temperatura registrada em Petrolina nos últimos nove anos.

Início da primavera foi o dia mais quente e seco de 2015

A região de Petrolina, Juazeiro e vizinhança teve neste dia 22 de setembro de 2015, inicio da primavera para o hemisfério sul, o dia mais quente e seco do ano até o momento, a temperatura do ar alcançou 37,8º C e a umidade relativa do ar caiu para 13,4%. isso implica que em algumas ruas com asfalto novo (cor preta) e com vento bloqueado esse valor de temperatura deve ter ultrapassado 40ºC, com isso a sensação térmica deve ter chegado a 42ºC. Lembramos que segundo a Organização Mundial da Saúde OMS,quando a umidade relativa do ar é inferior a 30% pode trazer problemas para a saúde dos seres humanos. Alertamos que isso pode se repetir até o mês de outubro.

Possibilidade de chuva nesta e na próxima semana

As condições de tempo deverão mudar nos próximos dias. De acordo com as previsões para o período de 10 a 16/11/2014, a região de Juazeiro, Petrolina e vizinhança deverá ter o céu variando de parcialmente nublado a nublado no decorrer da semana, e possibilidade de ocorrência de chuvas já nesta segunda-feira à noite (10/11/2014), principalmente em algumas áreas do Piaui e região Norte da Bahia, e na terça-feira na região Oeste e Noroeste de Pernambuco. Outra situação positiva é que mais condições favoráveis deverão voltar a ocorrer a partir do sábado (15/11) e se estender até quarta-feira da próxima semana (19/11/2014).

Índices pluviométricos das chuvas de julho de 2014

De acordo com observações meteorológicas houve ocorrências de chuviscos e chuvas entre a última sexta-feira (25/07/2014) e a madrugada desta segunda-feira(28/07/2014) nos seguintes locais da nossa região: Petrolina, no Campus de Ciências Agrárias da UNIVASF, onde as chuvas mais acentuadas (22,4mm); no bairro Gercino Coelho, na estação meteorológica do INMET (19,2mm); em Juazeiro no Campus UNIVASF antiga FACJU (12,0mm); e Campus da UNEB (16,2mm).


In order to view this object you need Flash Player 9+ support!

Get Adobe Flash player
Joomla! Slideshow